Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2014

Como um crepúsculo

Imagem
Eis que um dia contemplei o explendor do sol.... Abri os olhos e ele estava no céus
Quente, cintilante, tocante
Maravilhado deixava todo meu ser sentí-lo
Era confortante
O tempo passava e a sensação se tornava interessante
E cada vez entrando profundamente
Em minha alma
O tempo passava e o desejo de entender aumentava
Entender como não havia visto ele antes
E como aquela sensação era intensa

O tempo passava
E distraido com todo o maravilhar
Não percebia o direcionamento ao poente
Não via a escuridão me cercando
Apenas aquela entorpecida sensação fervilhava em meu ser
Eis que olhando para as alturas tropiquei e fui perceber
Ele lentamente sumia no horizonte
Cada vez, a frieza era maior
E a distância mais longa

Independia do correr, independia da vontade de alcançá-lo
O crepúsculo era inevitável
A incerteza de aproveitar os últimos momentos era grande
Até que meio as sombras do horizonte ele sumiu
E meu olhar orfão permaneu contemplando as trevas
No leito profundo da memória
Ele estaria vivo, mas nunca mais outr…
Imagem
Entrevista realizada com a banda húngara AGE OF AGONY em 2010.

01 - No começo a banda era conhecida como “SILENT AGONY” e depois mudou para o nome atual “AGE OF AGONY”. Qual foi o motivo da mudança?
Salve! Nós mudamos o nosso nome há 9 anos. Começou como “SILENT AGONY”, em 1995, lançamos 2 demos com esse nome, mas no verão de 2001, o principal compositor / guitarrista foi para outra banda. Só então descobrimos que na Áustria, uma terra próxima a nós, também há uma banda com o mesmo nome, assim desde fevereiro de 2002 estamos como “Age of Agony”. Falando nisso, ainda não ouvimos nada da banda austríaca até agora.

02 - O último álbum "Follow the Way of Hate" foi lançado pelo selo “No Colors Records”. Você está satisfeito com seu trabalho (distribuição, promoção)? Esta parceria continuará?
Para dizer a verdade, não temos idéia, da promoção do selo para o álbum, não fomos informados sobre isso. A única coisa que nós concordamos é que fossem lançadas 1.000 cópias do álbum. Mas e…

Best of 2012

Imagem
Com quase dois anos de atraso e já pronto desde janeiro de 2013 eis os álbum que mais gostei em 2012:



1. Arkhamin Kirjasto - Torches Ablaze
Nunca a mistura de Heavy e Death Metal foi tão interessante, e ainda umas pitadas de psicodelia 70ista. Riffs cativantes, teclados de outro mundo tornam a audição bastante interessante. Detalhe, não é Death Metal com influência heavy é heavy metal com vocais guturais.



2. Kreator - Phantom Antichrist
Parece que o Kreator conseguiu. Desde 2001 eu não ouvia um disco deles que soasse interessante, mas este surpreendeu. Mesmo que as influências suecas permeiem o disco existem bons momentos e coisas bastante inspiradas. O uso de coros em “From flood to fire” ficou fantástico. Além de alguns solos bastatante inspirados. Para quem espera um Kreator anos 80 esqueça, há muito eles navegam por outras águas.


3. Moonspell - Alpha-Omega
“Os Moonspell” continuam sua trilha através de seu híbrido de Gothic, Heavy, Black y otras cositas mas. E desta vez em d…