domingo, 17 de julho de 2016

Abyssus abyssum invocat



Enquanto olho para o abismo

Ele olha dentro do meu eu


O fascínio cresce, em mergulhar em sua imensidão,

A solidão torna-se uma companhia agradável

A Jornada pela terra do nada continua

Sempre limitada pelos grilhões da vida




Um estranõ chamado ecoa de longe

Vozes sussurram no vento frio

Me chamando de volta para meu lar

Longe da prisão da fétida humanidade

Longe do tormento chamado vida

A sentindo existencial não importa

Apenas um desejo que a chama da vida se extinga


Brevemente...

17-07-2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário