quinta-feira, 16 de julho de 2015

A minha dor



Adormecer em meus braços
Nunca mais acordar 

A manhã vem como uma surpresa
Para o coração solitário
Este mundo dentro de minha mente
Alguma vez existiu? 

Eu queria que meu toque pudesse fechar suas feridas
E marcar a minha existência em seu tempo
Eu luto contra sedução iminente de sono tardio
Por medo de acordar e você ter partido

Nenhum comentário:

Postar um comentário