quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Accept - Blood of Nations


No chamado "Mundo do Metal", existem sempre gratas surpresas (assim como decepções), ainda mais para quem vive nele há décadas. A banda alemã Accept havia feito há alguns anos atrás, algo do tipo "Farewell Tour", mas qualquer um que vive no "Mundo do metal" sabe que isto é "estória pra boi dormir", e que, enquanto os integrantes principais não abandonarem as limitações da carne, sempre haverão possíveis "comebacks", afinal os fã "ruleiam" e sempre clamam por isso.
Mas muitas bandas passam anos indo e voltando e não apresentando nada de bom e útil ou até mesmo vivendo somente de clássicos do passado, o que para alguns não é mau negócio.
Mas este não é o caso aqui. O Accept fez algo que considero realmente ousado, além de retornar com um álbum novo, trouxeram um integrante novo no lugar de UDO. O americano Mark Tornillo, da banda (não tão conhecida) TTQuick.
Mas,.... novamente um estadunidense no Accept. Funcionou?
Mas e como funcionou !!!
A banda adicionou outro capítulo no Livro do Heavy Metal, junto aos capítulos que já havia escrito. Tudo o que aparentemente faltou na década de 90 está aqui. Vigor e força, afinal é de metal que estamos falando.
"Teutonic Terror" a primeira faixa que foi disponibilizada, mostra o velho Accept, renovado. Em seguida tivemos a "The Abyss", que indicava que os "tios" sabiam o que estavam fazendo. Mas ao colocar a bolachinha para rodar surgem outras faixas "Lock and Loaded", "Rolling Thunder", "Pandemic", "Blood of Nations",..., enfim. Inclusive os coros que davam um toque especial ao Accept estão de volta. Um excelente "comeback" e um disco que com certeza, nasce clássico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário