sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Cegossssssssssssssssssssssssssss



assim, como os medíocres que já viram a renúncia
do meu espírito
já ouviram gritar por liberdade
em seus surdos ouvidos
viver e poder escolher
não ser determinado
não ser sufocado
e por isso eu digo


não tente opinar sobre uma estrada que você não conhece
pois você nunca andará por ela
não contemple ela
pelas primeiras passadas
não colha as gotas simplistas do seus vislumbres
como se fossem a água da verdade
pois discordo que as águas profundas são silenciociosas
mas também são aquelas que fluem ao longe
de onde os olhos simplistas não enxergam
de onde não compreendem o gelo da mesmice que os entrava

06/09

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Ode ao café !!!





Oh, escura e lasciva substância
Elixir negro de minha existência
Provocador da minha atenção
Entra em minha alma
Inflama minha consciência
A alquimia que completa meu ser
Sorvido com apreço
O pó que se torna vida
Em seu negro aspecto
Completa minha alma
E acorda o meu eu

03-10-2014

A queda do homem !!!

Os frutos das sementes da indiferença serão amargos para aqueles que permanecerem.


quinta-feira, 31 de julho de 2014

Sombras e cicatrizes



Com um rosto envolto em sombras
Cicatrizes revelam suas histórias
Contos inacabados de uma eternidade em vida
Olhos diminutos observam ao redor
A decadência humana proliferando

Solitário e errante,
Perdido em um mundo de emoções vazias
Dolorosa e triste viagem
Da proscrição em meio a turba insana

Sonhos distantes de um mundo
Belo e sombrio
Longe dos fantasmas da luz
As dores carregadas clamam pelo fim
Não apenas o seu fim, mas de tudo

02/04/2014