domingo, 17 de julho de 2016

Abyssus abyssum invocat



Enquanto olho para o abismo

Ele olha dentro do meu eu


O fascínio cresce, em mergulhar em sua imensidão,

A solidão torna-se uma companhia agradável

A Jornada pela terra do nada continua

Sempre limitada pelos grilhões da vida




Um estranõ chamado ecoa de longe

Vozes sussurram no vento frio

Me chamando de volta para meu lar

Longe da prisão da fétida humanidade

Longe do tormento chamado vida

A sentindo existencial não importa

Apenas um desejo que a chama da vida se extinga


Brevemente...

17-07-2016

sábado, 18 de junho de 2016

Toda Mulher é uma Estrela




 "Nós de Thelema dizemos que
“Todo homem e toda mulher é uma estrela”.
Nós não enganamos nem bajulamos as mulheres;
nós não as desprezamos nem abusamos delas.
Para nós uma mulher é Ela Própria,
absoluta, original, independente, livre,
justificada por si, exatamente como é o homem.

Nós não ousamos impedir a Sua Ida,
como Deusa que ela é!
Nós não arrogamos quaisquer direitos sobre a vontade Dela;
nós não reivindicamos nem desviamos o desenvolvimento Dela,
nem induzimos os desejos Dela
nem determinamos o destino Dela.
Ela é o Seu próprio juiz...

Nós não A queremos como uma escrava;
nós A queremos livre e real,
quer Seu amor combata a morte em nossos braços à noite
ou Sua lealdade cavalgue de dia ao nosso lado
na Incumbência da Batalha da Vida.

“Que a mulher seja cingida com uma espada perante mim!”

“Nela está todo o poder concedido”."

por Aleister Crowley em Comentários do Livro da Lei

Suícidio !!!



"Sumariamente algumas pessoas são mais propensas à autodestruição. Degeneram por condições genéticas, pelo histórico de vida e por forças coercitivas externas, como o nível de ajuste e integração social (segundo Durkheim). Pessoas que se sentem abandonadas ou inadequadas frequentemente pensam em suicídio; Pessoas que tem pouca tolerância às frustrações também são acometidas por tais pensamentos. E pessoas que estão enfrentando crises pessoais (dívidas, vícios, doença, depressão, humilhações, problemas com a lei) são mais propensas a pensar em abreviar a vida."

Retirado de: http://dissectionmemorial.blogspot.com.br/2014/11/por-que-o-suicidio.html

quarta-feira, 15 de junho de 2016

A doce e fria noite eterna




Noite, você que me cobre com seu manto
Para que, eu seu filho, fique longe dos olhos que ferem
Seu brilho me encanta minha princesa
Em noites de solidão
Quando o amargo gosto da desilusão em minha boca queima
Doce é o seu beijo que faz esquecer
Quando o coração de seu filho esta ferido

Suaves e tenras são suas carícias
Que alivia a angústia
Frios e gélidos ventos apagam o fogo de minha ira
Pois você ouve meus clamores
Tranquilidade reflete-se em meus olhos
Enquanto olho para os seus
Pois um dia seremos um
Minha doce e fria noite eterna

Karl Heinrich   (12/06/08)